O conhecimento de outro idioma pode atrapalhar o desenvolvimento infantil?

Olá tudo bem ? Hoje a gente vai conversar sobre aquelas situações em que a criança tem atraso no desenvolvimento da linguagem e por algum motivo ela está completamente encantada por um outro idioma no caso inglês, que é o mais comum então a criança passa a assistir cada vez mais vídeos em inglês desenhos em inglês músicas em inglês ela fica é envolvendo muitas vezes a predileção por esse outro idioma e deixando de experimentar e vivenciar e até de se interessar pelo seu idioma que é o português, seu idioma nativo dela. E aí a gente tem que prestar atenção a essas situações  que têm sido muito comuns eu tenho observado, esse tipo de padrão nas crianças que estão com atraso de linguagem e a gente tem que cuidar para que haja um equilíbrio não apenas equilíbrio que fique igual mas sim que um português seu idioma nativo seja bem mais predominante tanto no dia a dia nas experiências de áreas cotidianas como também através desses recursos que são vídeos, desenhos, músicas precisam ser afetados em português no idioma nativo da criança, e lembrem que eu estou falando especificamente da criança com atraso no desenvolvimento da linguagem, crianças que não têm esse tipo de situação estão fluindo no cuso do desemvolvimento isso não tem problema um eu já gravei um vídeo aqui sobre educação Bilíngue e se está a dinâmica cérebro infantil é muito plástica é muito responsiva a conseguir lidar de forma simultânea com mais de um idioma.

E é tranquilo geralmente atentos conseguem se relacionar e desenvolver com estas oferta simultâneas, mas quando as crianças em atraso de linguagem muito importante que a gente resolva máximo possível porque elas ficam encantadas e esse encanto acaba tendo uma motivação muito perigosa no caso para que ela fique realmente muito voltada muito direcionadas para inglês. Então é muito comum eu vejo crianças aqui no consultório que eu mostro números mostra cores crianças com atraso de linguagem e que elas só querem falar aquela determinada a cor, determinado animal, enfim qualquer outro recurso que vá referir uma nomeação de objeto ela quer muito mais falar em inglês do que em português e a gente precisa tomar cuidado para que realmente esse esse recurso do inglês neste momento não seja um entrave, não seja um obstáculo a mais nesse processo de atraso que a criança se encontra que vai sim reorganizar e é importante ter um acompanhamento fonoaudiológico através das fonoterapia, mas a gente precisa então focar no idioma nativo para que depois ela tenha essa liberdade maior de se relacionar com um ou mais regiões que ela tem interesse. Era isso por hoje muito obrigado a todos!
http://www.psicologia.pt/